Museu do Videogame Itinerante coloca Nintendo Switch para jogar em Recife

Evento que acontece até 26 de março, no Shopping Recife, permite que visitantes conheçam todas as gerações de consoles lançados pela Nintendo.

20 de março de 2017
Cleidson Lima

Curador do Museu do Videogame Itinerante

       
Nintendo Switch com Zelda à disposição do público

A partir de agora, quem visitar o Museu do Videogame Itinerante, que fica até 26 de março no Shopping Recife, terá a oportunidade também de jogar gratuitamente o Nintendo Switch, o mais novo console da fabricante japonesa que foi lançado há alguns dias em vários países, mas que ainda não está disponível no Brasil. Os visitantes poderão experimentar, nesta primeira etapa, o game The Legend of Zelda: Breath of The Wild no console que chega como um sucessor do Nintendo 3DS e também do Wii U, visto que se trata de um videogame híbrido. 

O Nintendo Switch é composto por uma base, uma tela de alta resolução sensível ao toque e dois controles chamados Joy-Con. Quando a tela estiver guardada dentro da base, o Switch funciona como um videogame convencional e mostra as imagens do jogo no televisor. Mas se o display é retirado da base, o Switch ativa seu estado móvel e as imagens dos games são jogadas para a tela portátil.

De acordo com o curador do Museu do Videogame Itinerante, Cleidson Lima, com a chegada do Nintendo Switch, o visitante do Museu do Videogame Itinerante terá uma verdadeira aula de história sobre a evolução de uma das mais icônicas fabricantes de videogames da história. "É impossível falar sobre videogames sem lembrar da Nintendo. Nossa exposição conta com mais de 280 consoles e dezenas deles são dessa família. Há desde o primeiro console lançado pela empresa, como o TV Game 6, de 1977, passando pelos maiores clássicos, como Famicom, NES 8 bits, Super Famicom, Super Nintendo, Nintendo 64, Game Cube, Virtual Boy, Game Boy, entre outros", explica.

O Museu do Videogame Itinerante, que somente em 2015 e 2016 recebeu mais de 7 milhões de visitantes em 15 cidades, é o primeiro do gênero do país registrado pelo Ibram – Instituto Brasileiro de Museus. Em 2014, recebeu o prêmio do Ministério da Cultura como o museu mais criativo do país. Em 2016, foi um dos museus brasileiros escolhidos para representar o país no maior encontro de museus do mundo, em Paris. 

A exposição totalmente interativa resgata quatro décadas de história da evolução dos videogames. Entre as relíquias estão o primeiro console fabricado no mundo, o Magnavox Odyssey, de 1972; o Atari Pong (primeiro console doméstico da Atari), de 1976; Fairchild Channel F, de 1976 (primeiro console a usar cartuchos de jogos); o Telejogo Philco Ford, de 1977 (o primeiro videogamefabricado no Brasil); o Nintendo Virtual Boy, de 1995 (primeiro a rodar jogos 3D); o Vectrex, de 1982 (console com jogos vetoriais que já vinha com monitor); o Microvision (primeiro portátil a usar cartucho), de 1979 e o R.O.B (robozinho lançado juntamente com o Nintendo 8 bits, em 1985).

Um dos diferenciais do Museu do Videogame Itinerante é que, além de conhecer consoles e jogos raros, os visitantes também podem jogar em alguns videogames que fizeram história, tais como o Telejogo Philco-Ford, Atari 2600 , Odyssey, Nintendinho 8 bits, Master System, Mega Drive, Sega CD, Super Nintendo, Neo Geo, Panasonic 3DO, Turbografx, Nintendo 64, Game Cube, Sega Dreamcast, Xbox, Playstation 1, PlayStation 2, entre outros. Foram incluídos ao acervo de consoles para jogar no evento também o Virtual Boy, o Vectrex, Pioneer LaserActive, Sega Mark III, Atari Jaguar, Intellivision, Colecovision, entre outros.

Além das ilhas de antigos, o Museu do Videogame Itinerante também tem espaço para as novas gerações de consoles. Os visitantes poderão conhecer e jogar lançamentos da PlayStation em totens multimídia com PlayStation 4 já conhecidos nos grandes eventos de games no Brasil e no exterior. Além disso, é possível também pilotar supermáquinas em cockpits para PS4 que trazem gráficos como se estivesse em uma pista real. 

Uma das novidades desse ano é a área de PlayStation VR, na qual os visitantes poderão experimentar, gratuitamente, a nova tecnologia de realidade virtual para os consoles PlayStation 4. Já para aqueles que curtem dançar e suar a camisa, uma outra atração no evento é o palco Just Dance 2017. Nele, o jogador é desafiado a imitar os mesmos movimentos de dançarinos profissionais virtuais e, assim, alcançar a melhor pontuação no ranking do evento. Os mais bem colocados poderão, inclusive, participar do concurso Just Dance 2017, da Ubisoft, e faturar brindes e prêmios.

Um dos momentos mais aguardados será o concurso de Cosplay, atividade em que as pessoas se caracterizam e interpretam seus personagens preferidos de anime (animações japonesas), mangá (quadrinhos japoneses) ou videogames.

Para mais informações sobre o Museu do Videogame, basta acessar o endereço www.facebook.com/museudovideogameitinerante ou o site www.museudovideogame.org.

 

 

Caro jornalista

 

Se precisar de mais informações ou entrevistas sobre o Museu do VideogameItinerante, por gentileza fale com Cleidson Lima - curador Museu do VideogameItinerante (67) 9 9902 3761.

Deixe seu comentário

Veja também

  ©2014 Museu do Videogame Itinerante. Todos os Direitos Reservados.